De Calvino ao Cardeal Sadoleto – Uma defesa da Reforma

CAPA-ARMANDO-3

DE CALVINO AO CARDEAL SADOLETO – Uma defesa da Reforma

 

BAIXE EM PDF AQUI

 

APRESENTAÇÃO 

Por John Piper

 

Em 1538, o cardeal italiano Sadoleto escreveu aos líderes de Genebra tentando reconquistá-los novamente para a Igreja Católica Romana, depois de terem se voltado aos ensinamentos reformados[1]. Ele começou sua carta com um longo parágrafo conciliatório sobre a preciosidade da vida eterna, antes de começar com suas acusações contra a Reforma. Calvino escreveu a resposta a Sadoleto em seis dias no outono de 1539. Foi uma das suas primeiras obras, que espalhou seu nome como reformador por toda a Europa. Lutero a leu e disse: “Eis aqui uma obra que possui mãos e pés. Alegro-me em saber que Deus levanta homens como este”.

A resposta de Calvino a Sadoleto é importante, pois revela a raiz da disputa de Calvino com Roma, que definiria toda a sua vida. O assunto prioritário não era algum dos pontos característicos e bem conhecidos da Reforma: justificação, abuso sacerdotal, transubstanciação, oração aos santos e autoridade papal; todos esses itens eram discutidos em seus devidos lugares. Mas, sob todos estes, o assunto fundamental para João Calvino, desde o começo até o fim da sua vida, era a centralidade, a supremacia e a majestade da glória de Deus.[2]

[1] A carta está como anexo após o texto de Calvino

[2] FONTE: http://www.josemarbessa.com/2010/10/calvino-e-o-zelo-de-expor-gloria-de.html

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *