A maior ameaça enfrentada pela Igreja – Keith Mathison

por Keith Mathison

Qual é a maior ameaça enfrentada pela igreja hoje? Muitos nos Estados Unidos parecem pensar que a resposta é a tirania do governo. A tirania é sempre um perigo, mas a tirania não é a maior ameaça enfrentada pela igreja nos Estados Unidos ou em qualquer outra nação. Historicamente, houve muitas ocasiões em que a igreja viveu sob tirania e, às vezes, a igreja até cresceu (numericamente e espiritualmente) como resultado. Devemos lembrar que todo o Novo Testamento foi escrito quando a igreja era uma pequena comunidade perseguida que vivia sob a tirania de Roma.

Não estou sugerindo que devemos minimizar a seriedade da tirania. Muitos de nossos irmãos e irmãs em todo o mundo estão sofrendo atualmente sob várias formas de tirania e perseguição. Seu sofrimento é real . Aqueles de nós que são capazes, devem fazer o que estiver ao nosso alcance para ajudar.

Dito isso, precisamos nos lembrar de que outras pessoas, mesmo aquelas em poder político, só podem machucar nossos corpos (Mt 10:28). Eles não podem matar a alma. Se permitirmos que as Escrituras, em vez de manchetes de engodo, moldem nossas respostas às grandes questões, perceberemos que a maior ameaça à igreja não é algo externo. A maior ameaça é algo interno. A maior ameaça para a igreja sempre foi o pecado impenitente – reclamação (Êxodo 15:24), idolatria (Êxodo 20: 3), apostasia (Êxodo 32), e assim por diante.

O povo de Deus no Antigo Testamento enfrentou todo tipo de perseguição externa em vários momentos e lugares, mas não foi essa perseguição que derrubou Israel. Israel foi derrubado por sua idolatria e apostasia (veja qualquer um dos livros proféticos). Tirania e perseguição eram, na maioria das vezes, punições divinas pelos pecados de quebra da aliança de Israel. Estas coisas foram escritas para nossa instrução (1 Cor. 10:11), e devemos tomar cuidado.

Tiranos políticos não podem destruir a igreja. As próprias portas do inferno não podem prevalecer contra a igreja (Mt 16:18). Mas o que é uma ameaça para a igreja? O que pode resultar na remoção do candelabro de uma igreja por Cristo (Ap 2: 5)? As mesmas ameaças que existiam no Velho Testamento – idolatria, apostasia, descrença, falsa doutrina, tolerância de falsa doutrina. Resumindo, o maior perigo que a igreja enfrenta é o pecado. O maior perigo que a igreja enfrenta vem do coração daqueles que estão dentro da igreja.

Como nos protegemos contra essa ameaça? Sempre houve aqueles que pensam que a melhor maneira de proteger a igreja do pecado é se afastando de todos os pecadores. Vá para o deserto sozinho. Construa um mosteiro. Não fume, beba ou coma, e não saia com quem faz isso. A única verdade fundamental que todas essas abordagens falham em lembrar é que não podemos fugir do pecado nos afastando dos pecadores porque ainda não somos sem pecado e não podemos fugir de nós mesmos. Não podemos fugir de nossos próprios corações.

Só podemos nos proteger contra essa ameaça à igreja lidando com o pecado em nossos próprios corações. O pecado é o maior tirano. O pecado é o maior escravizador. O pecado é o que separa indivíduos e igrejas porque o pecado é inerentemente satânico. Os pecados do mundo são significativos, mas quando os cristãos professos ficam tão presos ao que as pessoas de fora estão dizendo e fazendo que não levam seus próprios pecados a sério, eles se tornam a maior ameaça à igreja.

FONTE: https://www.keithmathison.org/post/the-biggest-threat-faced-by-the-church

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.